Aguarde...
Serviço Jesuíta aos Refugiados
PortuguêsInglês
QUEM SOMOS
NO TERRENO
ADVOCACY
VOZES
NOTICIAS
SABER MAIS
ESPAÇO MIGRANTE
VOLUNTARIADO  DONATIVOS  CONTACTE-NOS 
Projectos
GeriCuidar
Formar Qualidade de Vida
  

O “GeriCuidar – Projeto de Formação Integrada para Mulheres Migrantes: Desenvolvimento de Competências em Geriatria”, criado pelo Serviço Jesuíta aos Refugiados, surge na sequência do elevado número de mulheres migrantes que recorrem aos nossos serviços com vontade e vocação para cuidar de idosos sem terem, no entanto, formação suficiente. Assim sendo, este projeto, com a duração de um ano, pretende a integração profissional de 50 mulheres migrantes no mercado de trabalho através de uma formação multidisciplinar que inclui os seguintes temas: Serviço Doméstico, Culinária, Cuidados a Idosos, Técnicas de Procura de Emprego, Técnicas Psicoeducativas e de Autoconhecimento, Desenvolvimento Humano e Espiritual. Para tal, as 50 mulheres serão divididas em cinco grupos de 10, sendo que cada grupo recebe esta formação durante dois meses.

O projeto inclui uma componente prática, durante a manhã, através de um estágio com a parceria do Centro Social e Paroquial de São Domingos de Benfica e uma componente teórica de formação, durante a tarde, versada nos temas mencionados e levada a cabo pela responsável pelo projeto, Cláudia Santos, e por voluntárias.

O “GeriCuidar” foi o projeto vencedor da primeira edição do Prémio AGIR REN 2014, cujo tema foi a criação de emprego. Estamos também presentes na Bolsa de Valores Sociais desde novembro com o objetivo de o projecto conseguir financiamento para ser levado a cabo durante mais tempo. Está prevista também a criação de um “Cartão de Cuidados Solidários” que pretende apelar à responsabilidade social das famílias para tornar este projeto sustentável. Este cartão tem um valor simbólico de 50 euros, sendo que 25 euros serão aplicados em despesas de formação de uma próxima formanda e os outros 25 euros destinam-se à cuidadora contratada.

É objetivo do JRS dar continuidade a este projeto, tendo em conta o número de idosos que vivem sozinhos e a quantidade de mulheres migrantes que chegam até nós com esta necessidade de receber formação e encontrar um emprego. Queremos continuar a conciliar as necessidades destas duas populações da melhor forma para que ambas possam beneficiar com a concretização deste projeto.

 
   
 
3ª Feira, 30 de Maio de 2017       Serviço Jesuíta aos Refugiados . JRS Portugal 2013