Aguarde...
Serviço Jesuíta aos Refugiados
PortuguêsInglês
QUEM SOMOS
NO TERRENO
ADVOCACY
VOZES
NOTICIAS
SABER MAIS
ESPAÇO MIGRANTE
VOLUNTARIADO  DONATIVOS  CONTACTE-NOS 
HISTÓRIA E MISSÃO  
PEDRO ARRUPE  

Newsletter

Nome:
E-mail:

Equipa
O nosso trabalho reflete o espírito da equipa que somos: multidisciplinariedade e abordagem holística.
A nossa motivação é acolher todos os que nos procuram em busca de ajuda; o nosso dinamismo nasce da vontade de devolver a esperança aos que estão deslocados.

-Orgãos Sociais

Assembleia- Geral

Presidente – José Manuel Frazão de Jesus Correia, Sj

Vice-Presidente – Domingos Alberto Rodrigues de Freitas, Sj

Secretário – Nuno Miguel Pereira Fernandes da Costa Jorge

Direção

Presidente – António Maria Amaral, Sj

Vice- Presidente – Joaquim José Leite de Castro Fraga

Secretário – Filipe André Jacinto Páscoa Martins, Sj

Tesoureira – Vera Mónica Luís Marques

Vogal – Maria da Conceição Félix Machado

Conselho Fiscal

Presidente – Francisco Salvador Cardoso Rodrigues, Sj

Vogal – Cláudia Maria Alves Rêgo de Almeida

Vogal – Carla Susana Fernandes Velez

Consulte através dos seguintes links os estatutos do JRS-Portugal e a ata de nomeação do diretor-geral do JRS:

Estatutos -  https://www.docdroid.net/tN6eFzh/estatutos-jrs-portugal.pdf.html

Ata de nomeação - https://www.docdroid.net/QSfUt8Z/ata-127-nomeao-diretor-geral-jrs.pdf.html 

Acompanhe o JRS no mundo
Conheça o nosso trabalho a nível internacional e europeu.

Visite-nos em:
www.jrs.net
www.jrseurope.org





O Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS – Jesuit Refugee Service), é uma organização internacional da Igreja Católica, fundada em 1980, sob responsabilidade da Companhia de Jesus. O JRS tem como missão «Acompanhar, Servir e Defender» os refugiados, deslocados à força e todos os migrantes em situação de particular vulnerabilidade.



JRS PORTUGAL

Em Portugal, o JRS foi criado em 1992, e até finais dos anos 90 funcionou essencialmente como uma plataforma de conhecimento e informação sobre matérias relacionadas com as leis de asilo e de imigração.

A partir de 1998, o JRS Portugal assumiu uma intervenção mais directa com a população migrante e desde então tem vindo a desenvolver actividades e projectos nas seguintes áreas:

Apoio social, nomeadamente através da intervenção com migrantes em situação de grande vulnerabilidade social / Apoio psicológico e aconselhamento / Apoio jurídico / Encaminhamento e apoio à integração social (CLAII) e à Inserção profissional de imigrantes / Apoio a Imigrantes Qualificados / Alojamento de migrantes sem-abrigo, em situação de particular vulnerabilidade social (Centro Pedro Arrupe) / Apoio médico e medicamentoso / Cursos de Língua Portuguesa para imigrantes / Acções de formação nas áreas da promoção dos direitos humanos, promoção do diálogo intercultural e inter-religioso e educação para o desenvolvimento / Apoio psicossocial a migrantes em situação de detenção

Para além da sua forte actuação na área da integração de imigrantes, o JRS-Portugal desenvolve acções de Advocacy, baseadas na reflexão sobre a acção no terreno, quer a nível nacional, quer a nível internacional. São exemplos deste trabalho a organização de eventos dedicados ao debate e à defesa dos direitos humanos dos migrantes, nomeadamente dos requerentes de asilo e migrantes irregulares em situação de detenção e dos migrantes destituídos de direitos.


JRS NA EUROPA

O trabalho no terreno coloca o JRS como uma das poucas organizações especializadas em migrações que possui delegações e pontos de contacto em 14 países europeus, incluindo Estados como Malta, Eslovénia, Roménia e Polónia.

Para além de uma forte componente de Advocacy, o apoio prestado pelo JRS na Europa inclui: acompanhar migrantes em centros de detenção; providenciar apoio jurídico a requerentes de asilo e imigrantes irregulares; prestar apoio psicológico aos migrantes em situação de maior vulnerabilidade; acompanhar espiritualmente migrantes detidos; e providenciar alimentação e alojamento a migrantes destituídos.


JRS NO MUNDO

Actualmente, o JRS está presente em cerca de 50 países, prestando apoio em situações de emergência social, e nas áreas da saúde, educação, empregabilidade, entre outras. É prioridade do JRS estar onde mais ninguém está e onde faz mais falta. Em 2009, foram acompanhados pelo JRS cerca de 500 000 migrantes em todo o mundo. Para concretizar este trabalho, o JRS conta com cerca de 1400 colaboradores, muitos dos quais voluntários, que se dedicam a esta causa e Missão.



 

JRS Internacional

3ª Feira, 30 de Maio de 2017       Serviço Jesuíta aos Refugiados . JRS Portugal 2013